Uma vez que o lote de RPS tenha sido gerado pelo sistema, a forma de submetê-lo à prefeitura varia de acordo com o município. 

Geralmente existe um serviço eletrônico acessado através do site da prefeitura, onde a Escola pode acessar uma área restrita e enviar o arquivo. Este capítulo fornece algumas informações referentes a situações que já pudemos observar.


  1. Parnamirim/RN

Para emitir os RPS no layout de Parnamirim o cliente deve gerar o arquivo no SIGA usando a opção XML (ACBr -Gerando arquivo sem enviar).

Depois o cliente deve importar o arquivo de lote no portal de Parnamirim. Após a importação o portal irá informar o número do protocolo. É importante que o cliente grave este número, para poder consultar o lote importado. O portal não possui outra forma de consulta aos lotes a não ser pelo número de protocolo.

O processamento de RPS é feito a cada 30 minutos, independente do horário em que o lote foi importado, por exemplo: 12h00m, 12h30m, 13h00m, 13h30m, etc.


  1. Sobral/CE

Antes de gerar o lote no SIGA, o RPS deverá ser solicitado através do sistema de NFS-e no portal da Prefeitura, na opção “Autorização de Emissão de RPS”.



Após a solicitação o sistema de NFS-e irá autorizar e criará um arquivo contendo as numerações dos RPS e seus respectivos códigos de verificação, limitado até 1.000 (mil) registros. Em seguida o sistema disponibilizará o arquivo na opção “Autorização de Emissão de RPS” para o emitente fazer o download.



Depois de obter o arquivo de autorização, ele deve ser importado no SIGA a partir da tela que contém os lotes de RPS. Para isso clique em “Operações > Importar autorização de emissão de RPS”.


Importar número das NFS-e


    Para alguns municípios, após o envio do lote de RPS, o sistema da prefeitura emite uma NOTA FISCAL para cada RPS. Assim, cada RPS recebe um número único de NFe vinculado. Para importar o número da Nota Fiscal Eletrônica é necessário gerar o arquivo das notas emitidas no sistema da prefeitura.


  • Em Aracaju: Entrar no WebISS > Nota eletrônica > Baixar em XML > Selecionar o contribuinte > Selecionar "pelo número do protocolo" > Próximo > Gerar arquivo.

  • Em Natal: Entrar no Directa > Nota Natalense > Operações > Download de NFS-e.


O arquivo deve ser importado no SIGA para que seja feito o vínculo, através da tela que contém os lotes de RPS. Para isso clique em “Operações > Importar arquivo NFSe”, selecione o arquivo baixado do site da Prefeitura e clique em “Abrir”.