Clique aqui e, antes de ler este tutorial, veja algumas orientações iniciais para utilizar os relatórios de recebimento.


Todos os relatórios de recebimento utilizam os mesmos filtros, que podem ser vistos nas telas abaixo:



Importante: na tela 1 existem filtros por data de baixa (liquidação) e por data de pagamento e na tela 2 existe o filtro por data da competência (faturamento). Utilize-os de acordo com a necessidade.



Normalmente utiliza-se o filtro por "data de baixa", uma vez que o recebimento é controlado e gerenciado por regime de caixa.

A tela abaixo mostra o formato "por mês de baixa serviço":


As colunas indicam:

  • Valor principal: indica o valor de serviço menos descontos não condicionados dos títulos que foram recebidos – logo será o valor a ser creditado na conta"Clientes a receber".
    Em uma situação em que todos os títulos de uma competência são pagos dentro do próprio mês, esta coluna apresentará o mesmo valor que o faturamento líquido.
  • Desconto concedido serviço: totaliza os descontos condicionados que foram registrados nos títulos e que foram efetivamente concedidos no recebimento. Exemplo: o responsável tinha desconto de R$ 50,00 pagando até o dia do vencimento; por ter pago no dia do vencimento, o sistema concedeu o desconto – logo estes R$ 50,00 serão mostrados nesta coluna.



Também é considerado o valor de descontos adicionais que são dados no momento do recebimento, tais como arredondamento nas baixas bancárias ou no recebimento no caixa.

No exemplo abaixo temos um título que foi liquidado e, no momento do recebimento, houve efetivação de desconto condicionado (R$ 96,00, por ter pago no vencimento) e desconto concedido (R$ 50,00).

Verifique a repercussão no relatório:



  • Valor principal recebido: indica o valor efetivamente recebido à título de serviço.
    À princípio pode-se imaginar que a coluna C possa ser calculada como C=A-B, mas isto pode não ocorrer caso haja valor pendente a menor (será explicado a seguir).
  • Multa/Juros a receber: indica o valor devido de multa e juros, tendo sido calculado no momento do recebimento em função da data do vencimento e da data do pagamento.
  • Desconto multa/juros: descontos concedidos para multa e juros.
  • Multa/juros recebido: indica o valor efetivamente recebido à título de multa e juros.
  • Recebimento a maior: quando ocorre um recebimento a maior (o responsável paga mais do que deve) o sistema adiciona um registro no relatório para totalizar o valor:


Este valor é zerado nas colunas iniciais pois, evidentemente, não havia sido faturado, não faz parte de

nenhum serviço e não há cobrança de multa/juros para ele. Ele é considerado apenas na coluna G e H.

Além disto, só é apresentado o valor recebido a maior quando não há filtro por serviço. Caso haja, ele não será apresentado.

É importante que a Tesouraria faça o tratamento destes valores regularmente.

  • Pendente a menor: diferença entre o valor devido e o recebido. Ocorre quando a liquidação é feita com valor indevido.


ATENÇÃO: Valores pendentes a menor

Não deve ser feita a contabilização do recebimento enquanto houver valores pendentes a menor. Esta situação é provisória e deve ser tratada pela Tesouraria durante sua rotina para que, no momento do fechamento, não mais existam casos.


Exemplo:


Na linha destacada em vermelho percebe-se que há R$ 94,63 pendente a menor. A Tesouraria deve

identificar (utilizando relatórios mais analíticos, que mostrem os alunos) e contactar seus responsáveis para efetuar a cobrança do valor a menor ou conceder o desconto.

É necessário resolver esta situação pois em qualquer uma das duas soluções (cobrar a diferença ou considerar como desconto) haverá repercussão (diminuindo o valor principal recebido ou aumentando o valor de desconto concedido).


O módulo Integração Contábil não permite que seja gerada a escrituração caso haja liquidações a menor.



O sistema utiliza um mecanismo especial para fazer a cobrança de multa e juros de negociação que são decorrentes do acordo realizado entre a Escola e o pai. No momento da negociação o sistema calcula a multa e juros devido para o dia e, após confirmação do operador, acrescenta este valor nos boletos de destino da negociação. Desta forma, mesmo que a Escola gere um ou mais boletos com vencimentos futuros, o valor devido pelo atraso é cobrado.



O sistema então gera lançamentos de cobrança vinculados ao serviço "Multa e juros de negociação":


É importante destacar a repercussão financeira/contábil deste mecanismo:

  • Tais lançamentos não são considerados no faturamento -- pela natureza de sua cobrança, eles não podem ser escriturados como receita. Logo os relatórios de Faturamento não irão considerar este valor.
  • Antes que ocorra o pagamento, eles serão exibidos nos relatórios do tipo "Em aberto", uma vez que, pelo aspecto financeiro e de cobrança, eles são devidos.
  • O relatório "Resumo de lançamentos por data de corte", que tem maior utilização na rotina contábil, não o relaciona pois nele só são considerados serviços faturados.
  • Após o pagamento, eles são considerados no recebimento. No exemplo a seguir, do relatório de recebimento, perceba que as colunas A, B e C são zeradas haja visto o não faturamento.